sábado, 14 de junho de 2014

Classificação - Clube Ornitológico de Maringá 2014

1 º Quarteto branco lipo

1º branco lipo
2 º branco lipo

1 º branco pintado

1 º intenso lipo

1 º intenso pintado

1 º nevado lipo
2 º nevado lipo

1 º nevado pintado

2 º nevado melânico


quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Evolução do Yorkshire??

Na reunião dos membros do Yorkshire Canary Club do Brasil, no último York Show, um assunto veio à mesa: Quando se procura sobre a evolução da raça Yorkshire é comum deparamos, na net ou em alguns artigos, com um quadro proposto por criadores da Turquia onde além das figuras que descrevem a evolução desde o modelo anel até o modelo proposto por Mr. Golding, aparece, numa montagem com um desenho diferente, um 4° padrão, de 1994, que os turcos atribuíram á autoria de Roberts, mas que na verdade não é o desenho original feito por Roberts, que também não foi aceito pelo pelo YCC (Yorkshire Canary Club da Inglaterra).

O padrão tido como oficial e aceito pelo YCC e pela COM (Confederação Ornitológica Mundial) ainda é o terceiro da citada figura, o proposto por Golding em 1962. Portanto o que se propõe, nesta figura, como sendo ultima etapa a da evolução da raça yorkshire, e chamado de York moderno, não corresponde ao padrão oficialmente aceito.



Muitos dos yorkies de fora estão "além do padrão", como alguns artigos até o traz, com mais caixa e cabeça sem deixar de ter uma boa posição. Tendendo, digo, apenas tendendo pro tal york moderno descrito pelos turcos. Mas fato é que este padrão ainda não é aceito como representativo da raça, prevalecendo o de Golding. Entretanto não da pra negar que os melhores yorkies da atualidade tem o que o Golding preconiza como essencial, ou seja, posição e plumagem adequados ao padrão que é o que prevalesse e enche os nossos olhos. Mas não da pra negar que os que estão alem do padrão são bem atrativos aos olhos dos criadores e apreciadores da raça.

foto: Dave Rice. https://www.facebook.com/dave.rice.37 

O que se nota é que muitos yorkshire de hoje em dia apresentam um desenho que ocupariam uma posição intermediária entre as figuras 3 (de 1962) e 4 (de 1994), pois são ligeiramente mais encorpados e também com a cauda em posição um pouco mais levantada que o modelo descrito por Golding. Entretanto, vale ressaltar que na Inglaterra existem yorkshire com características bem próximas do padrão estabelecido em 1962 que são de encher os olhos como o de Dave da foto acima.


Vale lembrar que a mudança do padrão de uma raça não depende apenas da COM que tem como norma respeitar e depender da aprovação e aceite das mudanças pelo pais de origem da raça, no caso do Yorkshire a Inglaterra. E cabe a esta dar a palavra final. Um argumento forte e verdadeiro dos Ingleses é que mesmo com a evolução não chegamos ainda a uma quantidade suficiente/adequada de pássaros no padrão proposto por Goldind, então porque pensar em mudar o padrão?. Mas, por outro lado, ao verificarmos a evolução da raça vemos que o yorkshire é uma das raças que mais teve seu padrão mudado ao longo do tempo, se não for a que mais mudou, saiu de um pássaro fino de cabeça pequena para um encorpado que se comparados seriam duas raças totalmente diferentes.